Meu perfil
BRASIL, Nordeste, RECIFE, CORDEIRO, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, Esportes, Automóveis
Outro - (81) 99757866




Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Diário de um futuro ultramaratonista
 Meu sport.com
 correndo na chuva




Papaléguas
 


O meu novo endereço é  CORRER É MEU SPORT (cleniocordeiro.blogspot.com/, sejam benvindos !!!!!!!



Escrito por cleniocordeiro às 22h43
[] [envie esta mensagem
] []





Na sexta feira, (26/06/2009) pela manhã, cheguei ao Rio de Janeiro, acompanhado da minha esposa Lúcia, do mano Júlio Cordeiro com a sua esposa Christiane. Um taxista (Marcelo) indicado por um corredor maratonista (Amorim) nos apanhou no Aeroporto do Galeão e fomos direto ao Maracanã para comprar os ingressos do Fla x Flu do domingo.

Em seguida fomos ao hotel para deixar as bagagens e partimos para o Cristo Redentor, não demos sorte porque o tempo estava fechado e a visibilidade ficou muito prejudicada, o que influiu bastante para a má qualidade das fotos que registraram o momento. Em decorrência do "mau humor" do clima adiamos o passeio ao Pão de Açúcar para a segunda feira (29/06/09), na tentativa de termos um tempo mais camarada para que pudéssemos registrar melhor o passeio no bondinho e melhor contemplar as belas paisagens da lindíssima cidade do Rio de Janeiro.

Para não chorar o leite derramado resolvemos tomar algumas tulipas de chopp no badalado bar "Garota de Ipanema", aonde Vinícius de Morais compôs a bela letra da música que dá nome ao estabelecimento. Lá encontramos um pernambucano radicado há muitos anos no RJ, que fez questão de posar para algumas fotografias ao nosso lado. O seu nome é Jorge Eduardo.

À noite fomos à Lapa, mais precisamente ao bar 40 graus, e lá fizemos algumas fotografias ao lado do famoso dançarino Carlinhos de Jesus, que me pediu algumas dicas de dança (rsrsrsrs). Depois fomos a uma pizzaria (Guanabara) e em seguida fomos para o hotel, afinal teríamos uma programação extensa no sábado e a maratona no domingo.



Escrito por cleniocordeiro às 20h14
[] [envie esta mensagem
] []





Continuando a preparação para a maratona do Rio, no próximo dia 28, após o repouso da segunda feira, fiz um trote de 9,210 km, num tempo de 53:18:75 min, com cadência média de 5:47 min/km e velocidade de 10,4 km/h.

Fiquei preocupado com 2 coisas que aconteceram no decorrer do treino: Recebi uma visita indesejável, e já conhecida, que é uma lombalgia que me atormenta de tempos em tempos e que resolveu dar novamente o ar da sua graça, talvez motivada pelo aumento da carga dos treinamentos e a segunda foi que o meu GPS resolveu dar uma pane, que eu ainda não sei se consegui resolver, amanhã eu tiro a prova mas se ele me deixar na mão vai ser péssimo porque fico totalmente desorientado quando troto sem ele.

Amanhã tenho um treino agendado na areia da praia com o mano Júlio, mas com essa lombalgia não sei se será adequada a realização do treino nesse tipo de terreno, acho que vou para o calçadão !



Escrito por cleniocordeiro às 20h22
[] [envie esta mensagem
] []





Ontem, sábado  20/06/09, fiz o último longão visando a prova do próximo final de semana (a maratona do Rio), saí cedo de casa e me encontrei com o mano Júlio na frente da casa dele e de lá partimos com a intenção de fazer uma meia maratona, objetivo que foi cumprido em 2:05:18 hs, numa cadência média de 5:56 min/km, equivalente a uma velocidade média de 10,1 km/h.

Considerando que subimos o Morro da Conceição ( uma subida considerável), e que tivemos que enfrentar o trânsito com os seus semáforos, o tempo pode ser considerado como razoável para um treinamento dessa natureza.

Saímos das proximidades do Hospital Agamenon Magalhães e passamos no Morro da Conceição, Av. Norte, estádio do Arruda (eca!!!!), Av. Beberibe, Encruzilhada, Av. Norte (novamente), TV Universitária, Receita Federal, Marco Zero, Cais de Santa Rita, Viaduto das Cinco Pontas, Cais de José Estelita,Pina e Boa Viagem (Posto 3).

Ao final do treino água de coco e um latão de cerveja para cada um, tudo isso contemplando toda a beleza da charmosa praia da Boa Viagem. Depois disso um velho e bom táxi para retornar ao local de partida que ninguém é de ferro.

Hoje, domingo 21/06/09, eu pretendia descansar mas cedi aos pedidos da minha esposa para fazer uma caminhada de 6 km nas proximidades de casa, é uma forma de descansar também, já que acho super relaxante caminhar na companhia dela (o amor é lindo ou não é ?).

Amanhã retorno aos treinos mas vou pegar mais leve para chegar bem no dia da prova, confesso que estou muito ansioso, tanto pela prova como pelo reencontro com os nossos novos amigos do mundo das corridas.



Escrito por cleniocordeiro às 21h10
[] [envie esta mensagem
] []





Na minha tentativa de fazer a maratona do Rio, tenho treinado (sem planejamento) para melhorar as minhas condições físicas, mas já estou pensando seriamente em procurar a ajuda de uma assessoria esportiva, para fazer um treinamento específico, voltado para as minhas próprias necessidades.

No dia 12/06 (sexta) fiz um trote de 6,520 km, em 36 m 44 s, (5,38 min/km e 10,6 km/h). Descanso no sábado para enfrentar os 10 km da Corrida das Pontes, que foi realizada no domingo.

Segundo a JJS eventos, o meu tempo bruto foi de 52:52:15, o tempo oficial de 52:28:85 (com 28:58:35 na passagem dos 5 km), o que dá 5:14 min/km e 11,4 km/h. A largada foi de 9 hs, num sol de rachar, que afetou o desempenho de todos os atletas participantes, pense numa "lua"!!!  A galera da ACORJA se fez presente com raras ausências.

Ao final da prova fomos comemorar com direito a bode assado, guisado, cachaça Sagatiba e o famoso "Gatorade espumante", nas proximidades do Mercado da Encruzilhada, foi uma confraternização muito gostosa.

Na terça, 16/06, fiz um trote na estrada (que delícia) pois me encontrava em viagem de trabalho na cidade de Limoeiro PE. Foram 11,630 km em 1:08:46 com 5:54 min/km e 10,1 km/h.

Na quarta, 17/06, novamente fui para a estrada (mudando o percurso é claro !!!), foram 10,740 km em 1:04:45 com 6:01 min/km e 9,9 km/h.

Na quinta, 18/08, de volta ao Recife, fiz um pequeno trote nas proximidades de casa, foram 6,540 km em 37:12 com 5:41 min/km e 10,57 km/h.

Hoje, sexta (19/09), novamente fiz um trote nas proximidades da minha residência, com outro percurso que totalizou 6,286 km no qual eu gastei 37:09 min.

Amanhã marquei um longão com o mano Júlio Cordeiro, com percurso ainda indefinido, o pensamento é de iniciar com algumas ladeiras e depois partir em direção à bela praia da Boa Viagem.



Escrito por cleniocordeiro às 20h00
[] [envie esta mensagem
] []





Depois de descansar o meu dolorido corpo no domingo e na segunda feira, para repor as energias do longão do sábado, fiz um treino solitário, na cidade de Limoeiro PE. , onde me encontrava a trabalho.

Saí 5 da manhã e me dirigi à estrada (meu local favorito de treinos), buscando um ritmo que me permita trotar os 42,195 km , minha meta do momento. Trotei 15 km num ritmo de 6,06 min/km e me senti confortável, será que para uma distância maior daria para manter este ritmo ou , pelo menos, não cair tanto ? Na realidade eu estou fazendo um treinamento totalmente empírico, em compensação não tenho muito compromisso, se não der, paciência, fica para uma outra oportunidade.

Tenho escutado muitos conselhos de corredores com experiência na distância, muitas palavras de incentivo, e só isso já faz valer a pena, obrigado mano Júlio, Lula (a lenda), Paulo Sobral, Jacke, Miguel Delgado, Ésio Cursino, e tantos outros diletos amigos.

Hoje não treinei mas amanhã estarei junto ao pessoal da Acorja, tentando melhorar a condição física para estar na ponta dos cascos no grande dia que se aproxima.

Parabéns à mana Mariana, ao cunhado Diego e ao sobrinho Rafael (futuro torcedor do Leão da Ilha), pela chegada, em breve,  do novo (a) integrante da família.

Prá finalizar, tenho que me reportar à maravilhosa virada do Leão da Ilha, no último domingo, diante do rubro negro carioca (4 x 2), com direito a 4 gols em 9 minutos, foi de parar coração. Mas não me iludo, precisamos melhorar o plantel ou a coisa fica difícil, força LEÃO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



Escrito por cleniocordeiro às 20h11
[] [envie esta mensagem
] []





Ontem teve longão da Acorja, um percurso belíssimo em plena mata atlântica, em Aldeia, partindo do condomínio do mano Júlio e indo até aonde nos desse na telha, num trote prazeroso e descompromissado.

Se eu já estava com medo da maratona agora entrei em pânico, fizemos ontem 23,770 km, em 2:24:16 hs, ritmo de 6,04 min/km o que dá uma velocidade média de 9,9 km/h (consumi 2203 cal). Pois bem, fiz um pouco mais da metade de uma maratona e fiquei todo quebrado, o que me dá quase a certeza de que não terei sucesso na minha louca aventura de tentar concluir uma maratona, e de que se fosse a meia maratona eu não sairia frustrado no meu intento.

Após o treino fomos para o café (sem café !! ) Acorjiano, com direito a frutas, sucos, água, o delicioso bolo da Jú e sanduíches, sucedido de um delicioso banho de piscina de água mineral, corrente e gelada, uma carícia para o que restou do meu corpo após o longão.

Hoje nem pensar em participar da corrida da PM, isso da minha parte pois a elite da Acorja foi quase em peso ( o longão prá eles não passa de café pequeno), a propósito ontem tive que rir de uma declaração da lenda LULA, o glorioso presidente do nosso grupo, quando ele afirmava que não aguentava mais provas pequenas como a meia maratona (e eu que mal consigo terminá-las !!!), o que demonstra a diferença abissal de nível que me separa dos meus ídolos da Acorja, será que um dia eu chego lá ?



Escrito por cleniocordeiro às 13h37
[] [envie esta mensagem
] []





A sorte está lançada, o "vírus"da loucura acorjiana me pegou e eu, sem estar num nível aceitável de preparação física e psicológica (estou bem acima do peso ideal e morrendo de medo de enfrentar o desafio !!!) resolvi, num momento de insanidade total, fazer a minha inscrição para a maratona do Rio, seja o que Deus quiser !!!

A meu favor só o fato de não ter nenhum pudor em desistir, se achar que a barra ficar muito pesada, pois prometi a mim mesmo que se fiz loucura em me inscrever não cometerei o desatino de prosseguir além das minhas condições.

Na verdade eu queria mesmo era fazer a meia maratona, ocorre que quando tentei me inscrever não existiam mais vagas e aí para não ficar de fora, como aconteceu em Porto Alegre, resolvi tentar a maratona, como diria um amigo meu : E eu sou homem de fazer as coisas pela metade !!! Quem será o santo protetor dos maratonistas (ou pseudo maratonistas ?) despreparados ? Espero que ele esteja atento no dia 28 de junho no Rio de Janeiro...

Amanhã tem longão da Acorja em Aldeia, e eu vou fazer um teste das minhas reais condições de enfrentar o desafio ao qual me propus.

Espero contar, também, com as dicas dos experientes amigos da Acorja, do mineiro Miguel (Baleias) e de quem mais possa me ajudar nessa empreitada. Outra força deverá vir do amigo Ésio (que mal se iniciou no mundo das corridas e já conta com 2 maratonas na bagagem e, pasmem os que não conhecem a história, em dois finais de semana seguidos !!).

Oportunamente farei mais comentários dessa minha odisséia.



Escrito por cleniocordeiro às 21h51
[] [envie esta mensagem
] []





Hoje participei da segunda edição da CORRIDA FARMÁCIA BOMPREÇO juntamente com os companheiros da Acorja.

A prova tinha dois tipos de percurso, 5 e 10 km, eu participei do último, que pelo meu GPS teve apenas 9,73 km, que eu percorri no tempo de 51 min e 57 seg numa velocidade média de 11.2km/h.

Atingi a minha meta de terminar num tempo menor que 1 hora, se bem que na verdade eu sonhava em conseguir terminar abaixo de 50 min. Iniciei num ritmo que tornaria possível a minha pretensão mas não suportei o ritmo e fui caindo km a km.

Km 1 - 4,54 min

Km 2 - 4,43 min

Km 3 - 4,44 min

Km 4 - 5,08 min

Km 5 - 5,21 min

Km 6 - 5,30 min

Km 7 - 5,39 min

Km 8 - 5,41 min

Km 9 - 5,55 min

E os 733 metros restantes em 4, 18 min.

Ou seja, tenho que baixar a bola e iniciar com um ritmo mais confortável para terminar as provas mantendo a mesma pegada.

 



Escrito por cleniocordeiro às 20h37
[] [envie esta mensagem
] []





Depois de um período complicado onde me submeti a uma cirurgia, estou com a casa em reformas e com muito trabalho, finalmente estou conseguindo voltar aos treinos, visando participar de algumas corridas.

No final de semana passado estive em Porto Alegre, para assistir ao espetáculo da maratona, que me deixou muito feliz, é muito bom ver a prova dos anônimos, sentir a sua ansiedade, suas aspirações, suas vitórias e recordes pessoais e, por que não dizer, ver a tristeza daqueles que não ficaram satisfeitos com os seus próprios desempenhos, já que as grandes vitórias podem ter inícios em grandes fracassos.

Chega a ser comovente estar próximo à reta de chegada e poder testemunhar a emoção incontida de alguns destes atletas amadores, é muito gostoso mesmo e a participação dos expectadores incentivando os extenuados corredores é um exemplo de solidariedade num mundo repleto de egoísmo.

Como eu estava com apenas 23 dias de pós operatório resolvi adiar o sonho de concluir uma prova mais longa como a maratona para outra oportunidade, mas não resisti de todo e acompanhei, durante 18 kms, o acorjiano Flávio Maia, na sua primeira maratona, depois disso dei uma aceleradinha já que iria ficar no km de número 20, e fui torcer pelos corredores que estão num estágio de preparação superior ao meu e em condições de completar a prova.

Ajudei um pouco na preparação do mano Júlio Cordeiro, trotando com ele e Jackeline em Gramado (RS) na quarta, quinta e sexta que antecederam à prova realizada em Porto Alegre no domingo (24/05/2009).

Fiz o treino da Acorja na quarta feira (27/05/2009) com um trote de 10 km, e fiz um trote solitário de 6 km na sexta (29/05/2009), para me preparar para a edição de número 2 da Corrida FARMÁCIA BOMPREÇO, que será realizada amanhã (domingo - 31/05/2009).

Eu participarei dos 10 km, e tenho como meta chegar abaixo de 1 hora (acho que vou conseguir porque já fiz 2 vezes abaixo de 55 min). Tem também uma prova de 5 km para quem se interessar.

O local da corrida é muito bonito, a bela praia de Boa Viagem, um dos cartões postais do Brasil.

Hoje o meu SPORT CLUB DO RECIFE, depois de estar vencendo de 2 x 0 ao Botafogo (RJ), no estádio Engenhão, cedeu o empate no segundo tempo e segue sem vencer no campeonato brasileiro, vou dormir mal na véspera da prova de amanhã, infelizmente.

O mano Júlio estará amanhã na maratona de São Paulo, quando encontrará muita gente boa que conhecemos através das corridas.

Para encerrar, fiquei muito feliz de estar conhecendo corredores de todo o Brasil (como a turma é legal !!!!), Bruno Thomaz que nos recebeu de braços abertos na sua Porto Alegre (Nos levando ao Olímpico que fica bem vizinho à sua casa, e trocando camisas comigo, recebi uma do Grêmio e lhe dei uma do SPORT), Miguel Delgado de MG e do blog Baleias, super gente fina, Dalton do Ceará, Eduardo da Bahia, e tantos outros que, por ser o meu primeiro contato  ainda não estreitei laços de amizade como fez o mano Júlio que vem encontrando a turma com maior frequência, além dos contatos mantidos através do blog do futuro ultramaratonista.

Aleluia, estou dando um chute no sedentarismo !!!!!!!!!!!!!



Escrito por cleniocordeiro às 22h38
[] [envie esta mensagem
] []





Estou de volta para registrar a minha primeira medalha de participação em corridas, foi no dia 07/03/2009, em Gravatá, com um percurso de 18,710 km, no tempo de 1:48:40, com um ritmo de 5,48 min/km, onde gastei 1729 cal. O ritmo cardíaco médio foi de 160 bpm.

Gostei tanto que no dia seguinte lá estava eu na Corrida da Imbiribeira (CICORRE), mesmo ainda sentindo a musculatura um pouco dolorida pela corrida do dia anterior. A corrida teve um percurso de 7,600 km, num tempo de 39,06 min, com ritmo de 5,09 min/km, onde gastei 698 calorias, a frequência cardíaca média foi de 159 bpm. Foi a minha segunda medalha de participação, o que me deixou super orgulhoso, vou guardar cada uma delas com muito carinho.

Neste mesmo dia e local ocorreu outra corrida (percurso de 4,5 km), quando Lúcia (minha esposa) ganhou a sua primeira medalha, também fizeram este percurso a minha sobrinha Adriana, Christiane (cunhada), e os sobrinhos Léo e Henrique, o grupo teve a companhia de um corredor de "elite", Júlio Cordeiro, que foi dar uma forcinha aos iniciantes, já que ele correu no dia anterior 62 km, sim não foi erro de digitação, SESSENTA E DOIS KM !!!!!!!!!!!!!!!! Parabéns ao mano, apesar de achar isso uma insanidade.

FALA POETA :

Hoje apresento o poeta Paulo Cordeiro (meu primo) que nasceu em 13/01/1963, na cidade de Campina Grande, filho de Valdeci Cordeiro Xavier e Sônia Barros Xavier. É casado com Lucenilda Limeira Cordeiro, é engenheiro mecânico, mora em Recife e escreve poesias desde 1979.

                                       DECADÊNCIA                                                         

O fulgor ofuscante de outrora / Foi a força da minha adolescência / Hoje é o crepúsculo da falência / Deste corpo que se deteriora.

Cada ruga na face, que aflora / É um talho da própria decadência / Cada tombo que dou, prá consciência / É a prova que o tempo me devora.

Foi o tempo o algoz dos meus castelos / Construídos de sonhos grandes, belos / Que caíram tal qual um dominó.

E no espectro das glórias do passado / Vi partir o que tinha conquistado / O meu prêmio final foi ficar só.

                                                MANDACARÚ                                                        

Mandacarú solitário / Raquítico, braços erguidos / Suplica o fim do calvário / Do sertão dos excluídos.

                                               VENDEDORA DE ILUSÕES                                    

Mar de trevas, caverna de loucuras, / Palco turvo de cenas de "amor" / Passarela onde vagam, com ardor, / Tantas damas, estranhas criaturas / Os seus corpos são tal caricaturas / De fantoches que vão de mão em mão / Objetos de louca diversão / Prostitutas, retrato da maldade / Encobertas por falsa lealdade / Marionetes movidas de ilusão.

 



Escrito por cleniocordeiro às 12h29
[] [envie esta mensagem
] []





No domingo (01/02/2009) fiz uma caminhada de 10,510 km; dia 02/02 caminhei 7,410 km; dia 03/02 10,200 km, todas estas caminhadas foram realizadas nas proximidades da minha residência na companhia da minha esposa Lúcia que está tomando gosto pela caminhada.

Quarta feira (04/02) foi dia de correr com o pessoal da ACORJA nas matas de Brennand, e às 5 e 30 da manhã saímos para um trote de 12,760 km no meio da mata com o solo um pouco encharcado, foi uma delícia !

Eu e o meu irmão maratonista (Júlio) fizemos um percurso alternativo, passando sobre uma ponte da Rede Ferroviária em plena mata (uma visão deslumbrante) e fomos sair no TIP, onde compramos água mineral e prosseguimos a nossa jornada e nos encontramos com o restante do pessoal no ponto de partida (e de chegada) aonde deixamos os nossos carros, para o famosa desjejum acorjiano, com direito à muita água, suco, melancia e banana.

Hoje eu fiz 18,585 km sendo 9 km no trote (numa velocidade média de 10,14 km/hora com média de 5,35 min/km) e 9,585 km em caminhada (numa velocidade média de 6,3 km/hora com média de 9,61 min/km). O treinamento foi feito no Parque da Jaqueira.

SETILHAS DO PAPALÉGUAS :

Como de costume, faço sempre uma setilha nos meus comentários rimados no blog do Futuro Ultramaratonista, do meu irmão Júlio (Julinho como é, carinhosamente, chamado pelos irmãos e conterrâneos, já que o nosso pai se chamava Júlio).

No dia 01/02, comentando o fato dele ter saído correndo pelas ruas do Recife no sábado (31/01), enquanto o SPORT jogava, e ter passado nas proximidades da Ilha do Retiro em direção à praia de Boa Viagem, fiz o seguinte comentário : Você quis ficar em casa / O vício falou mais forte / Partiu para a zona sul / Saindo da zona norte / Mas estou desconfiado / Que o percurso foi traçado / Só prá passar pelo SPORT !

No dia 01/02 Júlio saiu, em pedalada inaugural, para um trajeto na BR 232 com os amigos acorjianos Paulo Sobral, Ricardo Magalhães e Maurício, como demonstrou interesse de comprar uma bicicleta para fazer parte da sua rotina de treinos eu fiz o seguinte comentário : Para ajudar na corrida / E a festa ficar completa / Vá preparando o seu bolso / Compre a sua bicicleta / E, com certeza, depois / Você praticando os dois / Se torna um super atleta.

No dia 03/02 (terça feira) foi o dia de Júlio fazer as vezes de treinador e incentivador dos familiares iniciantes em corridas (seus filhos Léo e Henrique, nossas sobrinhas Adriana e Isabel Helena, nossa prima Luciana e duas amigas), o grupo começou pequeno mas vem crescendo a cada treino (terça à noite no Parque da Jaqueira). Qualquer dia desses passo lá para dar uma forcinha. Comentei assim : A turma da terça feira / Eu vejo que já promete / Porque ninguém falta a um treino / Nem que chova canivete / Começou com dois ou três / Depois aumentou prá seis / E hoje eu já contei sete !!!

Quarta feira (04/02) foi dia de correr, com a turma da ACORJA, nas matas de Brennand, percurso lindíssimo, com muito verde e muito ar puro, natureza que o homem teima em querer destruir. Júlio, no seu blog, colocou como pensamento do dia uma frase de Vítor Hugo, dedicando a mesma a mim (5,5) e ao presidente Lula 5,4), em tempo : presidente da ACORJA, pois o outro só merece homenagem dos participantes do bolsa esmola ! Mas vamos à frase : 40 anos é a velhice dos jovens; 50 anos é a juventude dos velhos ! E eu comentei :  Nós passamos dos 50 / Já vai longe a juventude / E só nos resta agora / Tomar esta atitude / Para ficar firme e forte / Correr, praticar esporte / Prá manter nossa saúde.

Atendendo a um "mote" do Dr. João Veiga, meu conterrâneo, meu ídolo e meu amigo. 

"TOME, PROVE, BEBA, ENGULA / DESARRÓIE, DESTAMPE E TAPE !   Fiz o seguinte verso, falando sobre uma cachaça fabricada em Tabira PE.( minha terra natal) e que é muito forte.

CANA É MADEIRA DO NORTE / PRÁ QUEM AGUENTA BEBER / MAS É BOM NÃO SE EXCEDER / E NEM ABUSAR DA SORTE / POIS ELA PEGA MAIS FORTE / QUE PANCADA DE TACAPE / TALVEZ VOCÊ NEM ESCAPE / MAS SE QUER MATAR A GULA / TOME, PROVE, BEBA, ENGULA / DESARRÓIE, DESTAMPE E TAPE.

FALA POETA !

Hoje o poeta homenageado é o saudoso José Liberal (Zé da Loja), nascido no distrito de Jabitacá, no município de Iguaraci, em 12/10/1953 e falecido em 24/08/2002. Era nosso amigo e sogro da minha irmã Mariana que é casada com Diego, seu filho. É uma homenagem super modesta mas é feita de coração.

Zé Justo (pai do poeta Pedro Alcântara) era dono de um fusca que, segundo as más línguas, tinha peças não originais e Vicente Sulino deu o seguinte mote : "ESSE CARRO DE ZÉ JUSTO / TEM PEÇA DE TODA MARCA.

ESSE CARRO MUITO LORDE / TEM ARO DE BICICLETA / CHASSI DE MOTOCICLETA / E O MOTOR GM E FORD / VENTULINA DE UM CONCORD / COMPRADO NA DINAMARCA / OS PNEUS SÃO DE UMA BARCA / MONTADOS POR MESTRE AUGUSTO / ESSE CARRO DE ZÉ JUSTO / TEM PEÇA DE TODA MARCA

A SUA COR É VERMELHA / A MARCA DO MESMO É FUSCA / FOI FEITA NELE UMA BUSCA / TINHA "ARRANCHADO" UMA ABELHA / TINHA ATÉ CACO DE TELHA / MAS ZÉ, QUANDO NELE EMBARCA / PARECE MAIS UM MONARCA / ROSADO, NOVO E ROBUSTO / MAS O CARRO DE ZÉ JUSTO / TEM PEÇA DE TODA MARCA.

ESTÓRIAS DO MEU SERTÃO :

OUTRA DO MEU AVÔ MATERNO (CÍCERO DAMASCENO BASTOS):

Certa vez chegou um amigo à sua residência, com o intuito de convidá-lo a apadrinhar o seu terceiro filho, com a alegação de que o primeiro e o segundo tinham como padrinhos familiares próximos, e que desta feita ele queria para padrinho do filho caçula, alguém que não tivesse nenhum laço de parentesco com a criança. Corria à boca miúda pela cidade que o sujeito em pauta tinha uma esposa não muito fiel, e que havia dúvidas até da paternidade da referida criança. O meu avô, sempre muito satírico, assim falou : Olha, o mais indicado é você mesmo, e depois para amenizar a afirmativa disfarçou falando que era muita responsabilidade e que ninguém seria melhor padrinho que o próprio pai.

  

 



Escrito por cleniocordeiro às 00h25
[] [envie esta mensagem
] []





Quinta feira (29/01/2009) foi o dia do "corujão da ACORJA", que partiu do Parque da Jaqueira às  20:00 hs em direção à Olinda (quartel da PE) retornando ao local de partida, num total de 24,5 km. A informação que eu tive era que seriam 20 km e eu fui preparado para tal, lá chegando vi que o percurso era maior do que eu esperava, mas enfrentei o desafio e consegui chegar ao final, incentivado pelos corredores mais experientes, com destaque para o meu irmão Júlio que já é um maratonista e que me deu a maior força.

Éramos cerca de 30 corredores e 5 ciclistas (dentre os 5 estavam a minha esposa e a minha cunhada Christiane). Fiquei com as pernas um pouco doloridas mas a satisfação foi grande de poder concluir o percurso, foi uma vitória pessoal pois o meu nível atual é muito inferior ao dos companheiros acorjianos, mas com muita determinação e muita garra consegui cruzar uma imaginária linha de chegada da minha corrida particular.

Na sexta feira (30/01/2009) foi dia de recompor as energias e curtir as dores nos membros inferiores, parecia até que eu tinha levado umas porradas !!!

No sábado à noite fiz uma caminhada leve com minha esposa (6,05 km em 1 h e 5 min) para desenferrujar os meus doloridos membros.

Setilhas do PAPALÉGUAS :

Fui correr 20 quilômetros / Porém fui ludibriado / Pois com o percurso maior / Do que fora combinado / Me vi em palpos de aranha / Tive uma estafa tamanha / Que ainda tou todo quebrado !!!

Em 20/12/2008 meu irmão Júlio participou de uma ultramaratona de revezamento, de Caruaru para a Jaqueira (140 km), sendo cada equipe composta de 5 corredores que fariam 28 km cada, o primeiro da equipe foi Júlio, que fez um bom tempo mas, mesmo assim, foi o último a concluir o primeiro trecho e, em alusão ao fato eu brinquei com ele lhe dedicando estes versos:

Para a ultramaratona / Foi preciso muita perna / A lembrança que ficou / Será com certeza eterna / Guardada no coração / A última colocação / E o troféu de lanterna.

FALA POETA :

Hoje o poeta convidado é o grande Lourival Batista, o Louro do Pajeú (Lourival  Batista Patriota, 06/01/1915 a 05/12/1992)

Certa vez cantando com um cantador conhecido como Laranjinha, este concluiu um verso assim : VOCÊ TÁ CANTANDO RUIM / QUE SÓ MULHER FALSA AO MARIDO, AO QUE ELE RESPONDEU :

SEU VERSO FOI SEM SENTIDO / A RIMA MAL COLOCADA / SÓ HOJE É QUE EU VIM DAR FÉ / QUE VOCÊ NÃO CANTA NADA / POIS MULHER FALSA NÃO CANTA / A MULHER FALSA É CANTADA.

Noutra oportunidade, cantando com o grande Rogaciano Leite, este começou a se queixar da sua própria cidade (Itapetim), ao que Louro fez o seguinte verso: NÃO MALTRATES TUA TERRA / ROGACIANO, SOSEGA / ELA É MÃE E TU ÉS FILHO / PACIÊNCIA MEU COLEGA / FILHO QUE FALA DA MÃE / MORRENDO O DIABO CARREGA. Rogaciano, outro lendário poeta, saiu-se com essa estupenda sextilha : DE FATO, CARO COLEGA / SUA RAZÃO NÃO SE SOME / O DIABO CARREGA O FILHO / QUE DA MÃE MANCHAR O NOME / MAS TAMBÉM CARREGA A MÃE / QUE MATA O FILHO DE FOME.

ESTÓRIAS DO MEU SERTÃO

Esse "causo" foi extraído do livro CARIRI E PAJEÚ do meu amigo Joselito Nunes.

Um cidadão de nome José Firmino Monteiro mas conhecido como Cazuza Firmino, mostra toda a presença de espírito e  a veia satírica, que parece ser uma marca dos sertanejos, neste episódio que agora relato:

Ele tinha acabado de se separar da mulher, com a qual viveu pouco tempo, e um camarada para tirar uma onda com ele perguntou : Cazuza, prá que tu deixaste uma mulher tão bonita ? Ao que ele sem mais delongas fuzilou : Prá não ser corno como tu !!!



Escrito por cleniocordeiro às 01h03
[] [envie esta mensagem
] []





Ontem, 28/01/2009, fiz uma caminhada de 16,390 km (12 pela manhã e o restante à tarde), quase não trotei pois estou me guardando para o "corujão da ACORJA", que será feito na noite de 29/01/2009, partindo do Parque da Jaqueira em direção à Olinda com retorno ao parque, num total de 20 km, será que eu vou suportar ? Pelo menos a tentativa eu farei. Lúcia vai fazer o percurso de bicicleta, juntamente com Christiane.

SETILHAS DO PAPALÉGUAS

As 2 primeiras são dedicadas aos alunos do "personal training" Júlio:

Vejo que os seus alunos / Já mostram evolução / Esbanjando muita garra / E muita determinação /  Pois sem ligar pro cansaço / Só tendo feitas de aço / As fibras do coração

É bom ver toda a família / De certa forma empolgada / Lúcia, Adriana, Isabel / E também a meninada / Jogando a preguiça fora / Porque já passou da hora / De por os pés na estrada.

Venha correr quinta à noite / Da Jaqueira para Olinda / Mas só de volta pro parque /Será a corrida finda / Prepare o seu coração / E venha pro "corujão" / Se você não veio ainda.

FALA POETA :

HOJE FALO SOBRE PINTO DO MONTEIRO, SEVERINO LOURENÇO DA SILVA PINTO, NASCIDO NA CIDADE PARAIBANA DE MONTEIRO EM 21/11/1895. PINTO FOI UM REPENTISTA FENOMENAL, ADMIRADO POR TODOS QUE APRECIAM OS POETAS REPENTISTAS, SELECIONEI 2 VERSOS DO MESMO, QUANDO ELE, JÁ VELHO E DOENTE, JUSTIFICOU EM VERSOS PORQUE HAVIA DEIXADO DE FAZER CANTORIAS.

DEIXEI PORQUE A IDADE / JÁ ESTÁ MUITO AVANÇADA / A LEMBRANÇA ESTÁ CANSADA / O SOM MENOS DA METADE / PERDI A FACILIDADE / QUE EM MOÇO EU POSSUÍA / ACABOU-SE A ENERGIA / DA MÁQUINA DE FAZER VERSO / HOJE EU VIVO SUBMERSO / NUM MAR DE MELANCOLIA.

FALANDO SOBRE A SUA VIOLA :

MINHA AMIGA E COMPANHEIRA / EU EMBRULHEI NUM MOLAMBO / PEGO NELA POR UM BAMBO / PARA TIRAR-LHE A POEIRA / HOJE NÃO TEM MAIS QUEM QUEIRA / IR NUM CANTO ME ESCUTAR / FAZER VERSO E GAGUEJAR / TOPAR NO MEIO E NO FIM / CANTO FEIO, POUCO E RUIM / SERÁ MELHOR NÃO CANTAR.

ESTÓRIAS DO MEU SERTÃO

OUTRA DO MEU AVÔ MATERNO (CÍCERO DAMASCENO BASTOS) : Morava com os meus avós uma moça, afilhada  do casal, e ele muito austero, como rezava a moral da época, pegava muito no pé da coitada quando o assunto era namoro, a minha avó Genésia tentava minimizar a coisa, sempre arranjando um jeito de proteger a afilhada da excessiva vigilância e do rigor do meu avô. Certa ocasião ele reclamou com ela e a minha avó saiu em defesa da mesma dizendo ser a afilhada uma moça ingênua e obediente, ao que meu avô respondeu : Genésia, fulana (prefiro não citar o nome por não ter autorização) deitada no chão, dá risco nas paredes que a gente com uma escada não alcança !!!!!



Escrito por cleniocordeiro às 12h34
[] [envie esta mensagem
] []





Hoje acordei cedinho e fui, caminhando, ao laboratório mais próximo da minha casa, que dista 1,06 km, para realizar meus exames de bioquímica, em seguida prossegui na caminhada e completei 4,333 km, fiz um pit stop para o desjejum, li o jornal e fiz um trote de 6 km em 37' 38", complementando o percurso com uma caminhada de 1,664 km, totalizando 12 km em 1 h 38 min e 32 seg.

Até o final da semana devo realizar os exames cardiológicos (teste ergométrico na esteira e ecocardiograma), para ver como anda o velho motor 5,5 cc .

Fiquei bastante contente porque estou notando uma certa empolgação na minha esposa Lú, que me parece estar tomando um certo gosto pelas corridas. O mesmo posso dizer da sobrinha Adriana, que chegou cansada, mas chegou orgulhosa do seu feito no domingo próximo passado, a exempo do sobrinho Luciano que participou pela primeira vez, gostou e já quer saber quando vai ser a próxima vez, beleza gente !!!!!!!

Setilhas do PAPALÉGUAS :

No dia 19/12/2009 Júlio se preparava para a Maratona de revezamento (Jaqueira - Caruaru) com 140 km, dividida em 5 trechos de 28 km, ele seria o primeiro da sua equipe, fazendo os 28 km iniciais da corrida, a setilha do dia foi a seguinte: CORRA LOGO OS "VINTE E OITO" / SEJA O MAIORAL DA ZONA / BOTA FOGO NA CORRIDA / SAI COM EXPLOSÃO, DETONA / PRÁ TUA EQUIPE GANHAR / E DEPOIS COMEMORAR / ESSA ULTRAMARATONA.

Fala Poeta !!!

Para ilustrar o blog com um pouco da poesia do meu sertão, colocarei alguns versos de poetas da minha região e como primeiro convidado apresento o grande Dedé Monteiro (José Rufino da Costa Neto), com 2 estrofes do seu poema FIM DE FEIRA, (são 15 ao todo) :

O LIXO ATAPETA O CHÃO / UM CAMINHÃO SE BALANÇA / QUEM VEM DE FORA SE LANÇA / EM CIMA DO CAMINHÃO / UM ÉBRIO ESMURRA O BALCÃO / DO BOTEQUIM DA ESQUINA / UM GARI FAZ A FAXINA / UM CEGO ENSACA A SANFONA / UM VENDEDOR DOBRA A LONA / DEPOIS QUE A FEIRA TERMINA.

A FILHINHA DE UM MENDIGO / SENTADA A SEUS PÉS NUM BECO / COMENDO UM PÃO DOCE SECO / DIZ : " PAPAI, COMA COMIGO " / E O VELHO PENSA CONSIGO / " MEU DEUS, MUDAI SUA SINA, / PRÁ QUE A MINHA PEQUENINA / NÃO SOFRA O QUE EU SOFRO AGORA "/ RI A FILHA, O VELHO CHORA / DEPOIS QUE A FEIRA TERMINA.

DEDÉ MONTEIRO, NASCEU EM 13/09/1949 NO SÍTIO BARRO BRANCO, NO MUNICÍPIO PERNAMBUCANO DE TABIRA (MINHA TERRA NATAL) É PROFESSOR DE ED. FÍSICA E FIGURA MARAVILHOSA, QUERIDO EM TODO O SERTÃO, ONDE COLECIONA UMA IMENSA LEGIÃO DE FÃS, NA QUAL ME INCLUO,  POIS NUTRO POR ELE UMA PROFUNDA ADMIRAÇÃO, PELO TALENTO ENORME E PELO SEU CARÁTER SENSACIONAL. OS VERSOS ESCOLHIDOS FORAM RETIRADOS DO SEU LIVRO "RETALHOS DO PAJEÚ", QUE FOI LANÇADO NO ANO DE 1984.

ESTÓRIAS DO MEU SERTÃO :

O MEU AVÔ MATERNO, CÍCERO DAMASCENO BASTOS, VIVEU 102 ANOS, LÚCIDO EM QUASE TODO O TEMPO QUE VIVEU, E ERA UM HOMEM DE INCRÍVEL SENSO DE HUMOR, DE RESPOSTAS RÁPIDAS E PRECISAS, QUE NASCIAM DA SUA GRANDE PRESENÇA DE ESPÍRITO. FOI  MUITO QUERIDO POR TODOS, QUE SEMPRE O PROCURAVAM QUANDO TINHAM ALGUMA DÚVIDA SOBRE FATOS DO PASSADO, SOBRE ALGUM PARENTESCO, OU DATAS DE ALGUMA OCORRÊNCIA, VISTO QUE ELE ERA DONO DE UMA MEMÓRIA PRODIGIOSA E CONHECIA MUITA GENTE EM TODO O ESTADO. CERTA VEZ ELE AO CHEGAR A UMA DAS SUAS PROPRIEDADES ENCONTROU UM MORADOR DE NOME IZIDORO, MAS QUE ERA CONHECIDO PELA ALCUNHA DE "PANEMA", QUE ERA PORTADOR DE VERMINOSE E DE MUITO POUCO JUÍZO, COMENDO TERRA (GEOFAGIA QUE É UM SINTOMA DE PORTADORES DE CERTO TIPO DE VERMINOSE). ELE SE DIRIGIU AO MORADOR E FALOU : "PANEMA, ASSIM TU ACABA A MINHA TERRA, VAI COMER A TERRA DE PEDRO PIRES QUE ELE TEM MUITO MAIS DO QUE EU ! (PEDRO PIRES ERA PRIMO DO MEU AVÔ E CHEFE POLÍTICO DE MUITO DESTAQUE NA REGIÃO). O POETA DEDÉ MONTEIRO, CONVIDADO A FAZER UM COMENTÁRIO SOBRE O ACONTECIDO NÃO DEIXOU POR MENOS :

PANEMA COMIA TERRA / CHEGA ESCORRIA O SUOR / MAS NA TERRA DE MASCENA / ELE LEVOU A PIOR / O VELHO DISSE :  É BOM IRES / COMER TERRA EM PEDRO PIRES / QUE A TERRA DELE É MAIOR.



Escrito por cleniocordeiro às 10h49
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]